Bancada evangélica pretende bloquear propostas do Novo Código Penal que são contrárias aos princípios da família tradicionalAs propostas do Novo Código Penal vem sendo alvo de críticas de deputados da bancada evangélica, e durante a sessão solene em homenagem ao Dia Nacional de Valorização da Família, os parlamentares convocaram a população a combater as propostas.

Entre as mudanças mais polêmicas que o projeto prevê, estão a legalização do aborto até a 12ª semana, a descriminalização do uso privado de drogas e a redução da maioridade sexual de 14 para 12 anos de idade.

O deputado André Moura afirmou que o jogo político precisa ser deixado de lado, e para isso, é necessário “acabar com essa tendência de votar apenas projetos de interesse do governo e trabalhar diariamente em defesa da família”, de acordo com informações do Jornal da Câmara.

Para o deputado Arolde de Oliveira, “a família tradicional é a cidadela de resistência à degradação de valores socioculturais, sociopolíticos e socioeconômicos”, e se esses valores forem abandonados, a tendência da redução do número de casamentos e aumento das separações só aumentará.

O presidente da Frente Parlamentar Evangélica, deputado João Campos, citou o leilão da virgindade de uma jovem catarinense num reality show como um exemplo de degradação: “É um indicativo do rumo que a sociedade adotou, que leva mais em conta o ter do que o ser”, observou.

A situação econômica do país, segundo o deputado Marcos Rogério, não é suficiente para que a sociedade se estabilize e registre melhoras nos índices sociais: “O crescimento econômico não consegue livrar a sociedade da violência, do álcool e das drogas. O caráter deve ser formado dentro de casa. Cuidar das famílias é cuidar do Brasil”, afirmou.

A mídia foi apontada como um dos vilões na desconstrução dos valores tradicionais na sociedade: “A pior mensagem é a subjetiva, sutil, que aos poucos vai tirando os alicerces da família”, afirmou o deputado federal e pastor Josué Bengston.

Fonte: Gospel +

 

“O que eu dei foi oração”, diz mãe do ministro Joaquim BarbosaEm declaração para a imprensa, Benedita Gomes da Silva, mãe do ministro Joaquim Barbosa, comentou que a única coisa que deu ao filho foi oração e que ele conseguiu chegar à presidência do Supremo Tribunal Federal por conta própria.

“O que eu dei foi oração, ele lutou por conta própria”, disse ela que é evangélica da Assembleia de Deus. Ao lado de parentes e artistas, o ministro Joaquim Barbosa tomou posse do novo cargo nesta quinta-feira (22).

Nascido na cidade de Paracatu, Minas Gerais, em 1954 o ministro se esforçou para conquistar seus sonhos, aos 16 anos ele se mudou para Brasília para morar com uma tia e cursar o ensino médio.

Foi nessa época que ele conseguiu trabalho como compositor gráfico do Senado e mais tarde como oficial do Ministério das Relações Exteriores.

Formado em Direito pela Universidade de Brasília, Joaquim Barbosa é casado com Marileuza Francisco de Andrade com que tem um filho, Felipe, nascido em 1982.

Sempre seguindo carreira pública, Barbosa foi nomeado pelo então presidente Lula em 2003 para o STF. Apenas em 2008 ele conseguiu se tornar ministro efetivo e também vice-presidente da mais alta corte do Brasil.

A posse de Joaquim Barbosa se tornou histórica por ele ser o primeiro homem negro a presidir do Supremo Tribunal Federal.

Fonte: Gospel Prime

 

Silas Malafaia discursa na Câmara em defesa da famíliaNesta terça-feira (20) o pastor Silas Malafaia esteve discursando na Câmara dos Deputados em Brasília participando da sessão solene em comemoração ao Dia Nacional de Valorização da Família.

O líder religioso falou sobre a importância da família no desenvolvimento humano e de como ela influencia na sociedade.

“É impossível o ser humano se desenvolver sem família”, diz o pastor logo no início de seu discurso.

Durante seu pronunciamento o pastor falou a respeito da família formada por um homem, uma mulher e sua prole, frisando seu posicionamento em favor da heterossexualidade e criticando até propostas polêmicas como a Lei da Palmada.

“A família nuclear é a base da sociedade sadia”.

O convite para que Silas Malafaia participasse da sessão partiu do deputado André Moura (PSC-SE). O vice-presidente do PSC, Everaldo Pereira, também esteve discursando e mostrando sua opinião sobre o tema.

Fonte: Diário Gospel

 

Thalles Roberto nega promoção com limousineA assessoria de Thalles Roberto postou no site oficial do cantor nesta quarta-feira (21) uma nota dizendo que ele não estava ciente da promoção que prometia levar fãs em um passeio de limousine pela cidade de São José dos Campos onde ele estará se apresentando na próxima sexta.

A oferta foi postada no site do Agita Vale Gospel e até uma homepage foi criada para a promoção chamada de “Nossa Limousine” explicando os passos que os fãs do cantor precisariam fazer para poder concorrer ao prêmio.

Um dos donos do site garantiu que a equipe do cantor estava ciente da promoção e que teriam concordado com o passeio de limousine até que a notícia se espalhou de forma negativa nas redes sociais.

Na nota oficial o cantor diz que “No dia que eu entrar em uma limusine com um fã para ir em um show, pode dizer que eu estou doido e jogar uma pedra na minha cabeça, jamais faria isso, sou pastor de ovelhas, não artista”.

Em maio deste ano Thalles participou de uma promoção realizada pela equipe do “Canta Recife” que da mesma forma sorteou fãs para um passeio de helicóptero com o cantor pelos principais pontos da capital pernambucana.

Os organizadores da promoção Nossa Limousine cancelaram o prêmio e ainda hoje estarão divulgando uma nota explicando o que de fato aconteceu.

Leia a nota oficial de Thalles Roberto:

“O cantor e pastor Thalles informa por meio de sua assessoria de imprensa que não está realizando qualquer tipo de promoção referente à passeio em limusine ou similar. TODA E QUALQUER PROMOÇÃO, AGENDA E NOTÍCIAS OFICIAL SÃO publicadas primeiro neste site.

Somente depois da repercussão nas redes sociais Thalles tomou conhecimento desta promoção. “No dia que eu entrar em uma limusine com um fã para ir em um show, pode dizer que eu estou doido e jogar uma pedra na minha cabeça, jamais faria isso, sou pastor de ovelhas, não artista”.

Segundo Thalles, o responsável por esta agenda em sua equipe entrou em contato com a organização do evento informando que ele NÃO vai participar de nenhuma programação deste tipo. Mesmo que tenham feito sem qualquer autorização oficial dele.

“Nem todos que dizem Senhor, Senhor vão entrar no reino dos céus. Quando nos tornamos pessoas públicas esse tipo de informação se espalha sem tomarmos conhecimento. “Eu não sou artista, sou pastor. As pessoas que me acompanham não são fãs, são ovelhas. Tenho muito respeito e temor pelo chamado que o Senhor me confiou”, finaliza Thalles.”

Fonte: Diário Gospel

 

Pastor Franklin Graham afirma que apenas um “colapso econômico” poderá fazer os Estados Unidos se voltarem para DeusO pastor e evangelista Franklin Graham continuou sua série de críticas ao governo do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e afirmou recentemente durante uma entrevista que a reeleição do presidente norte-americano é a prova de que o país “virou as costas para Deus”.

Segundo Graham, Obama vai “inaugurar as maiores mudanças sociais desde a Guerra Civil” dos Estados Unidos e que um “colapso econômico” estaria por vir.

Considerado pela mídia como um cristão conservador, Graham é um dos maiores críticos do governo Obama, por suas propostas liberais em relação ao aborto e à união entre pessoas do mesmo sexo.

Segundo Graham, as polêmicas resultantes da opinião de Obama, que é favorável à legalização das uniões civis entre homossexuais, são símbolo de um afastamento de Deus: “[O casamento gay] leva a família para longe e não há nenhum meio que permita a você ter uma família com duas mulheres ou dois homens, se você pensar apenas biologicamente como Deus nos fez. Nosso encanamento é completamente diferente. Não há espaço para considerarmos o casamento gay ou casamento de mesmo sexo”, disse Graham.

O movimento de secularização da sociedade é preocupante, segundo o pastor, filho de Billy Graham: “Nos últimos quatro anos, nós começamos a virar as costas a Deus. Nós excluímos Deus do nosso sistema de ensino. O tiramos do governo. Existem advogados que ameaçam te processar cada vez que você menciona o nome de Jesus Cristo em qualquer fórum público. O que aconteceu é que nós nos permitimos levar e excluir Deus de tudo o que fazemos – e eu acredito que Deus irá julgar nossa nação um dia”, afirmou.

Franklin Graham acredita que esse julgamento virá através da economia: “Talvez Deus tenha que trazer nossa nação de joelhos, através de um completo colapso econômico. Talvez, nesse ponto, as pessoas voltarão a invocar o nome de Deus todo-poderoso”, disse, de acordo com o Huffington Post.

Fonte: Gospel +

Terça, 20 Novembro 2012 16:40

Culto Jovem - 10/11/2012

 

 

Ofensiva contra Gaza pode ser prévia de guerra contra o IrãFoi amplamente divulgado pela mídia que Israel concordou em adiar qualquer ataque contra o Irã até depois das eleições norte-americanas. Pouco mais de uma semana após a eleição, Israel iniciou o que chamou de “uma campanha de assassinatos dirigidos” contra líderes do Hamas.

As forças israelenses estão atacando e sendo atacadas pelos palestinos de Gaza pelo quinto dia consecutivo. O governo de Israel já anunciou que suas forças militares estão prontas para uma invasão por terra.

Segundo o site do jornal Haaretz, “Em 14 de novembro, o comandante militar do Hamas, Ahmed Jabari foi assassinado em um ataque de míssil israelense. Numa ironia amarga, poucas horas antes do ataque, o Hamas recebeu o projeto de proposta de um acordo de trégua permanente com Israel. Isso incluía mecanismos para a manutenção do cessar-fogo, no caso de um conflito entre Israel e as facções na Faixa de Gaza”.

O Ministro da Defesa de Israel, Ehud Barack, culpa a Palestina por ter cometido atos de agressão primeiro: “As provocações que sofremos e os foguetes lançados contra as colônias do sul de Israel nos obrigaram a tomar esta ação”.

Ao que parece, trata-se de uma operação de guerra planejada. O objetivo seria forçar os Estados Unidos e o Irã a se pronunciarem antes das eleições que ocorrerão em Israel daquia dois meses. Muitos comentaristas políticos acreditam que os ataques contra Gaza são uma manobra do primeiro-ministro israelita para vencer a reeleição. O jornal alemão Spiegel afirma que Netanyahu espera que a força ofensiva na Faixa de Gaza se converta em mais votos para seu partido, Likud.

Como era previsto, o presidente reeleito dos Estados Unidos, Barack Obama, disse neste domingo que apoia totalmente o direito de Israel de se defender. Mas ele também pediu o fim dos ataques mútuos, para que o processo de paz pudesse avançar.

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, afirmou hoje que a guerra de Israel com os palestinos da Gaza é por sua sobrevivência e que o regime israelense sempre se pautou pela ocupação, pela guerra e pelo derramamento de sangue.

Segundo informou a agência oficial Irna, Ahmadinejad reuniu-se com o Gabinete do Governo do Irã e condenou oficialmente os “crimes contra a humanidade e de guerra” de Israel. Afirmou ainda saber que o Estado judeu “sonha em atacar também outros países da região”, em referência às ameaças de Tel Aviv de atacar o Irã visando parar seu programa nuclear.

Até hoje, a República Islâmica do Irã não reconhece o Estado de Israel e o considera seu maior inimigo, juntamente com os Estados Unidos. As autoridades de Teerã pediram nos últimos dias que diversas organizações internacionais intervenham para por um fim na ofensiva israelense.

Egito, Marrocos e outros países convocaram uma sessão de emergência do Conselho de Segurança da ONU. Foram reunidos às pressas os 15 membros do Conselho. O presidente do Conselho de Segurança, Hardeep Singh Puri, da Índia, disse que houve unanimidade e que todos concordam que é preciso fazer alguma coisa, mas não soube precisar o que será feito. O mesmo aconteceu antes em relação aos conflitos na Síria, sem resultado prático. O agravente é que, oficialmente, a Palestina não é um Estado independente, então não seria uma guerra entre duas nações, mas uma tentativa de Israel em acalmar as milícias que operam numa área ocupada dentro da nação judia.

Não está claro ainda se essa realmente é uma tentativa de Israel de arrastar o Irã para a guerra. É sabido, contudo, que o Irã apoia o Hamas. Provocando uma reação do Hamas na faixa de Gaza, poderia forçar uma reação do maior apoiador do grupo militar palestino, o Irã.
Por diversas vezes nos últimos meses, tanto Ahmadinejad como o líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, qualificaram Israel de “tumor cancerígeno” que deve ser “extirpado”. Mas até agora não há evidências de que o governo iraniano tomará nenhuma iniciativa para defender os palestinos. Oficialmente, já morreram 69 palestinos e 3 israelenses.

Fonte: Gospel Prime

 

Míssil atinge Jerusalém e deixa Israel pronto para guerraAs Brigadas Ezzedine al-Qassam, o braço armado do Hamas na região da Faixa de Gaza, assumiram a responsabilidade pelo foguete M75 que caiu em Jerusalém ontem. Trata-se do primeiro ataque contra a cidade eterna desde a década de 1970.

A sirene de alerta soou no início da tarde na cidade, assustando os moradores. Ninguém ficou ferido. Horas antes, outro foguete caiu perto de Tel Aviv, gerando pânico na praia perto da costa. Caiu perto da embaixada dos Estados Unidos, gerando um clima de crise internacional.

“A Força Aérea realizou a maioria das missões e nós registramos sucessos significativos. O exército está pronto para expandir sua operação”, explicou Moshé Yaalon, ministro de Assuntos Estratégicos. Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro israelense, que está em campanha eleitoral, declarou que tomará “todas as ações necessárias”. Foram convocados 75 mil reservistas para ficarem em estado de alerta, significando que o país está se preparando para uma guerra iminente.

Esse é o maior número de convocações extraordinárias no país em décadas. Para termos de comparação último conflito sério  com o Hezbollah, em 2006 e à ofensiva Chumbo Fundido em Gaza, 2008, não chegaram a 40 mil. O canal 10 da TV israelense informa que até agora foram mobilizados cerca de 20 mil. Uma soldado entrevistado pela agencia EFE disse que “bases inteiras ficaram vazias” após  o deslocamento de forças militares para a fronteira.

Curiosamente, a guerra já foi declarada nas redes sociais. O perfil oficial do Hamas no Twitter foi usado para fazer ameaças e postar mensagens e fotos dos recentes ataques israelenses. Por seu lado, o exército israelita usou suas diversas contas no Facebook e no Twitter, para revidar e fazer pedidos de retuites de textos antipalestinos. Dos dois lados a palavra guerra foi usada exaustivamente.

No mundo real, nos últimos dias, cerca de 280 foguetes foram disparados contra Israel pelos palestinos da Faixa de Gaza. Destas, 130 fora interceptados pelo sistema antimísseis do exército israelense. Mesmo assim, três pessoas morreram e várias ficaram feridas.

Jornalistas das agências de notícias relatam que tropas foram transportadas em carros blindados na fronteira entre Israel e a Faixa de Gaza. Tanques já estão no local há mais de 48 horas.
Vários países, incluindo Estados Unidos e Alemanha, pediram que o Egito, que estaria fornecendo armamentos ao Hamas em Gaza, para acalmar a situação.

Por outro lado, manifestações em apoio ao Hamas foram presenciadas  na Cisjordânia, no Irã, no Egito e em campos de refugiados palestinos no Líbano. O movimento xiita Hezbollah comemorou os ataques, comemorando um “avanço significativo”.

O presidente palestino, Mahmud Abbas, ressaltou que a ofensiva a Israel é uma resposta a operação chamada “Pilar da Defesa”, que resultou no assassinato do chefe militar do Hamas, Ahmed Al-Jaabari. Ao todo,  23 palestinos foram assassinados nos últimos três dias e 235 ficaram feridos após cerca de 500 ataques aéreos israelenses.

O conflito se acirrou no memento em que a Palestina procura o reconhecimento de um Estado independente pela ONU, que deve ser votada na Assembleia Geral dia 29 de novembro. Jerusalém é um dos principais pontos da negociação de paz. Pois, enquanto Israel declara  Jerusalém como cidade “unificada e indivisível”, os palestinos desejam que a porção oriental da cidade seja a capital de seu futuro Estado. 

Fonte: Gospel Prime com informações do Portal G1

 

Novo CD de Thalles se chamará “Sejam cheios do Espírito Santo”Em entrevista cedida ao site “Amigos DT”, Thalles Roberto revelou que no próximo ano, em 2013 pretende lançar um novo CD o álbum já tem nome e se chamará ‘Sejam cheios do Espírito Santo’. Entre abril e maio deve ser lançado este novo projeto.

Após 4 meses deve ser gravado o DVD ”Sejam cheios do Espírito Santo” no Rio de Janeiro, ainda no próximo ano Thalles tem a pretensão de lançar o roteiro para criação de um filme, o projeto não deve rodar ainda no mesmo ano, mas apenas em 2014, é apenas uma ideia, afirmou ele.

No final de dezembro deste atual ano, será lançado o livro escrito por Thalles Roberto, o livro terá por título: ‘Olha o que Ele fez comigo’, contando o testemunho de vida de Thalles.

Thalles na entrevista também falou sobre o Festival Promessas o Troféu Promessas e as suas 4 indicações, ele vê o Festival Promessas como uma oportunidade de evangelizar o Brasil, são 10 milhões de pessoas no mínimo assistindo isso, acho que vai ser massa, enfatizou Thalles. Continuou dizendo: Um evento com 100 mil pessoas no Campo de Marte que vai ser transmitido pela Rede Globo, é uma porta de Deus aberta para evangelizar. O Troféu Promessas é premiação, o povo vota, eu sou indicado nessas 4 categorias e seja o que Deus quiser, meu objetivo não é prêmio, mas Deus quer dá a gente pega, disse o cantor.

Fonte: Diário Gospel

Sexta, 16 Novembro 2012 11:34

Aline Barros vence o Grammy Latino 2012

 

Aline Barros vence o Grammy Latino 2012A cantora Aline Barros foi a grande vencedora do Grammy Latino 2012 na categoria de “Melhor Álbum Cristão em Língua Portuguesa”, a brasileira concorreu com o CD Aline Barros e & Cia 3, voltado para o público infantil.

A entrega do prêmio aconteceu em Las Vegas nesta quinta-feira (15) e a cantora evangélica ficou bastante emocionada com a notícia que rapidamente correu pelas redes sociais.

Em entrevista para a Rádio 93 FM a cantora comentou o que estava sentindo: “Estou radiante. Fiquei feliz só em receber a indicação, e hoje, não tenho palavras para explicar o tamanho do minha felicidade. Este prêmio é o reconhecimento de muito trabalho, que faço sempre para glória do Senhor”.

Este é o 5º Grammy Latino que Aline Barros recebe em sua carreira, os quatro anteriores foram em reconhecimentos pelos CDs Fruto de Amor, Aline Barros & Cia, Caminho de Milagres e Extraordinário Amor de Deus. Mas ao todo foram 7 indicações.

A gravadora MK Music também está comemorando o prêmio de Aline que marca o posicionamento da empresa em uma premiação tão importante como o Grammy Latino. Desde 2004 foram 19 indicações de cantores da MK, além de Aline Barros, Oficina G3 e Marina de Oliveira também já foram premiados.

Neste ano Aline concorreu com Diante do Trono, Paulo César Baruk, Grupo Chamas e Cantores de Deus.

Fonte: Gospel Prime

Jovens Consagrados