O Deputado e pastor João Campos é o relator do PDC 234/11, o qual foi apelidado pela mídia e amplamente divulgado como “cura gay”. Este fato chamado pela pastor Marco Feliciano de “desonestidade intelectual” e que incita ódio entre pessoas é esclarecido pelo pastor em vídeo divulgado.

Para esclarecer  o PDC 234/11 o Deputado Pastor Marco Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias gravou um vídeo explicativo. O esforço é para desmentir a farsa da mídia tendenciosa que batizou o projeto de “Cura Gay” levando milhares de pessoas a desinformação e preconceito.

Segundo o presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) diz que o projeto não é dele, e quem propôs o PDC 234/2011 foi o Deputado  João Campos por ouvir queixas de psicólogos contra a resolução do Conselho Federal de Psicologia (CFP), que limita a atuação dos profissionais da área no tema.(veja matéria com vídeo do Dep.João Campos esclarecendo também o projeto

“Não existe ‘cura gay’ porque homossexualidade não é doença. Fique isso aqui bem claro”, disse Feliciano, que contra-atacou as acusações de preconceito, dizendo que o termo “cura” foi usado apenas pelo CFP – Conselho Federal de Psicologia no parágrafo único do artigo 3º de sua resolução. Isto é uma mentira da mídia, nos não votamos a “cura gay” o CFP é que fala de “cura”, nos votamos a retirada do nome “cura” porque isso não existe.

Assista o vídeo

Sábado, 15 Junho 2013 15:49

Jantar dos Namorados - 12/06/2013

Agradecemos aos colaboradores do jantar:

Maria João Boutique (35 3821-1238)

Bananas Moda Jovem (35 3821-3716)

Sol e Lua Moda Masculina, Feminina e Infantil (35 3822-0548)

Arte em Balões Sania Talita (35 8708-7144 / 9127-1660 /  9957-2545)
Sábado, 15 Junho 2013 15:44

Culto Jovem - 08/06/2013

Na noite desta quinta-feira (30) o SBT exibiu a entrevista que o pastor Silas Malafaia concedeu ao Programa do Ratinho. A atração foi gravada dias antes e se tornou um dos assuntos mais comentados nas redes sociais.

O programa foi especial com o pastor, que falou sobre os mais diferentes assuntos, incluindo temas polêmicos como o aborto, o casamento gay, a adoção de crianças por casais homossexuais e a prisão do pastor Marcos Pereira.

As perguntas foram feitas tanto pelo apresentador, como por internautas e entrevistados pela produção do SBT.

O pastor presidente da Assembleia de Deus Vitória em Cristo também comentou sobre política e a participação da igreja na política, falando que não tem ideologias partidárias.

Outro assunto que tomou parte do programa foi a entrega de dízimos e ofertas. Uma delas questionava se o pastor evangélico também entrega o dízimo. Silas Malafaia respondeu que sim, e que não recebe salário pelo seu cargo de pastor.

Nas redes sociais o líder religioso foi muito criticado, principalmente por ser contra ao homossexualismo. Alguns internautas elogiavam a participação do pastor, outros criticavam com palavras ofensivas.

Entre as pessoas que usaram o Twitter para criticar Malafaia esta a apresentadora Adriane Galisteu que escreveu: “Eu não suportaria ficar perto do Silas Malafaia, não só porque ele é contra o homossexualismo e sim porque ele fala cuspindo mesmo.”

Já o pastor e apresentador Altomir elogiou a desenvoltura de Malafaia no programa escrevendo: “Ótima participação @PastorMalafaia no Ratinho. Graças a Deus. Abraço @PrSilasFilho”.

Fonte: Gospel Prime

Sábado, 25 Mai 2013 17:26

Banca DC - 18/05/2013

Banca DC - Assembleia de Deus - Lavras/MG

Sábado, 25 Mai 2013 17:25

Culto Jovem - 11/05/2013

Culto Jovem - Assembleia de Deus - Lavras/MG

Neste sábado (18/05/2013) as 20h a Banca DC e banda participarão do Culto Jovem na Sede. Venha louvar a Deus e aprender mais sobre a tua Palavra.

Não se esqueça, temos Culto Jovem todos os sábados as 20h.

Igreja Evangélica Assembleia de Deus
Av. Ernesto Matiolli, 1220 - Bairro Sta. Efigênia - Lavras/MG

 

A decisão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em aprovar a resolução que obriga os cartórios a converter a união estável entre pessoas do mesmo sexo em casamento civil foi considerada pelo jornalista Reinando Azevedo como inconstitucional.

O colunista da revista Veja é a favor do casamento gay, porém acredita que apenas o Congresso Nacional pode legalizar o casamento, e não o Poder Judiciário.

“Desde quando o Conselho Nacional de Justiça, que é um órgão de controle externo do Judiciário, tem esse poder”, questiona Azevedo. “É uma exorbitância, um absurdo. Essa é tarefa do Congresso”.

Em sua coluna, o jornalista lembra que já há um projeto para alterar o parágrafo 3º do artigo 226 da Constituição Federal que reconhece como entidade familiar a união entre um homem e uma mulher.

“A decisão é inconstitucional. Se alguém recorrer ao Supremo com uma Reclamação ou uma Ação Direita de Inconstitucionalidade, duvido que não seja bem-sucedido. Se não for, pior para o país, que estará metido no baguncismo”, escreveu.

Desde que o Supremo Tribunal Federal autorizou a união estável homoafetiva, muitos cartórios se negaram a converter a união em casamento civil, mas agora pela regulamentação do CNJ se algum estabelecimento não aceitar realizar o casamento será penalizado de acordo com as normas.

É possível contestar o regulamento, contudo o jornalista acredita que nem o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), nem o da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), irão enfrentar o Conselho para não “comprar briga com um setor bastante influente na mídia”.

Leia o artigo na íntegra no Blog de Reinado Azevedo

Fonte: Gospel Prime

Sábado, 11 Mai 2013 12:07

União Coral - 04/05/2013

União Coral

Jovens Consagrados