Quarta, 05 Fevereiro 2014 08:23

Culto Jovem 25/01/2014

Sam Alves é o vencedor da segunda temporada do The Voice Brasil com 43% dos votos do público. Sam tem 24 anos e surpreendeu os jurados nas audições às cegas e conquistou o público com sua voz e sua história.

Sam venceu Pedro Lima, Rubens Daniel e Lucy Alves. Ele interpretou “Hallelujah”, primeiramente em português e depois em inglês. Sam também dividiu o palco com Claudia Leitte. O participante e sua técnica cantaram “A Camisa e o Botão”, logo após de Claudia cantar “Claudinha Bagunceira”.

Samuel Alves nasceu em 03 de junho de 1989, mas foi abandonado dois dias depois em uma caixa de papelão à porta do então funcionário de escritório Luis e Raquel Alves, dona de casa e artista de gravação de música cristã em Fortaleza, no estado do Ceará, Brasil.

Apesar de não cantar nenhuma música gospel durante suas apresentações no programa, Sam Alves foi criado na igreja e chegou a ser selecionado como um tenor lead (principal) em uma participação em um show do cantor americano Michael W. Smith, um dos principais cantores do segmento cristão nos Estados Unidos.

A participação de Sam no evento de Michael W. Smith levou-o a ser escolhido pelo diretor do Dove Singers para interpretar Jesus em uma turnê musical na área da Nova Inglaterra durante duas semanas que antecederam a Páscoa de 2010.

Sam foi com os pais para os Estados Unidos com apenas quatro anos de idade em busca de uma vida melhor e foi criado em um estilo de vida cristão, seu pai é pastor da Igreja Batista. Sam foi ensinado pela mãe para tornar-se um cantor na igreja local.

Em outubro de 2003, ele voltou para o Brasil com a mãe para trabalho missionário.  Sam ajudou a construir uma nova igreja em Brasília e cantava durante os cultos sozinho ou acompanhado por sua mãe.

Ele chegou a gravar um álbum independente com a mãe em um estúdio de Brasília. Entre as canções estava a música  ”You Are Lord” (“Tu és Senhor”). Durante a gravação, Sam escreveu duas músicas adicionais em português que também foram incluídas. O álbum foi gravado ao vivo no dia 6 de dezembro de 2006, na igreja que sua mãe construiu.

Em 2010 Sam voltou com sua mãe para os Estados Unidos. Ele continuou a cantar em igrejas na região de New England no Canadá e também em Nova York. Depois do show ao lado de Michael W. Smith, Sam Alves foi convidado para liderar uma equipe de louvor e adoração para o grupo de jovens de uma grande igreja no centro de Massachusetts e, em poucos meses, tornou-se líder da equipe principal de louvor da igreja.

Curiosamente o cantor chegou a participar da audição às cegas da 4ª Temporada do programa da NBC “The Voice” cantando “Feeling Good” de Michael Buble, mas acabou sendo rejeitado pelos jurados.

 

Fonte: Gospel Prime

A decisão dos senadores da Comissão de Direitos Humanos de apensarem o PL 122 ao projeto do novo Código Penal foi considerada uma vitória política da bancada evangélica e muito comemorada pelas lideranças cristãs em todo o Brasil.

Um dos opositores mais ferrenhos à proposta, pastor Silas Malafaia, comemorou no Twitter o “sepultamento” do projeto, e posteriormente comentou o significado da decisão tomada pelos senadores.

“Depois de 7 anos de uma luta árdua contra um projeto de lei que era um verdadeiro lixo moral para beneficiar os gays em detrimento do restante da coletividade da sociedade, finalmente o Senado deu um basta. Mesmo o PT usando todo o seu poder político para aprovar esta aberração, e tenho eu aqui que ressalvar a atitude corajosa do senador Lindbergh Farias que contrariando a decisão partidária, votou pelo fim do PLC 122/06, ao contrário do senador Walter Pinheiro do PT da Bahia, que é membro da Igreja Batista em salvador, e que muitas vezes eu o apoiei, de maneira covarde se ausentou do plenário na hora da votação”, escreveu Malafaia, criticando a abstenção do senador petista.

Entretanto, Malafaia elogiou o “brilhantismo e a luta incansável do senador Magno Malta que foi um gigante para travar o famigerado projeto”.

Segundo o pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC), de agora em diante, “a questão de sexualidade será discutida no Código Penal que ainda terá uma longa tramitação”.

Malafaia frisou que as manifestações dos fiéis evangélicos através de meios legítimos foi decisiva para que o PL 122 fosse barrado: “Saliento também a maturidade que o povo evangélico vem manifestando ao usar meios democráticos e legais para pressionar os senadores realizando um verdadeiro bombardeio de e-mails, e também a presença nas audiências públicas”.

Fonte: Gospel +

O projeto de lei 122/2006 não será mais votado este ano a mando do governo do PT que está com medo de perder o apoio dos evangélicos para a reeleição de Dilma Rousseff.

O projeto tem sido adiado nas últimas semanas na Comissão de Direitos Humanos do Senado por conta de revisões feitas pelo senador Paulo Paim (PT-RS) que tem alterado alguns artigos do PL para conseguir aprovar a proposta.

Como não houve acordo com a bancada religiosa, a saída do PT foi suspender a votação. A decisão foi anunciada pela ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, que ligou para senadores da base do governo pedindo que o texto só volte a ser debatido depois das eleições.

Magno Malta (PR-ES) é um dos principais críticos ao novo texto, ele acredita que o objetivo do PL é oferecer privilégios aos homossexuais e já usou o Plenário para explicar suas razões para ser contra ao que propõe o projeto.

Malta também criticou a aproximação repentina do PT com as igrejas na época das eleições, sendo que os projetos do partido sempre afrontam os valores cristãos.

“Não adianta na época de eleições tomar café com pastor, visitar as igrejas e depois de eleitos, defenderem projetos contra a família, da forma que foi concebida por Deus. Nós vamos nos posicionar contrários aos políticos que defendem essa ideologia homossexual. No segundo turno das eleições, andei este país inteiro com a Dilma, mas agora ninguém vai me usar mais”, disse o senador.

Até o líder do PT no Senado, Wellington Dias (PT-PI) é a favor da mudança do texto para não prejudicar as igrejas. “O Planalto tem afirmado que se houver ameaça a liberdade de expressão das igrejas, o relatório deve ser melhorado”, disse.

Como católico, Dias acredita que não exista uma igreja que seja a favor do ódio contra homossexuais. Além de defender a mudança do texto, o senador petista se reuniu recentemente com Magno Malta para tratar sobre o apoio dos evangélicos na corrida eleitoral.

Fonte: Gospel Prime

O jogador Kaká, conhecido e admirado em todo o mundo por sua postura fora e dentro de campo, e também conhecido por seu posicionamento religioso, se tornou recentemente o mais novo embaixador da Visão Mundial, abraçando a causa da instituição em ajudar crianças em situação de pobreza.

"Agora eu sou embaixador da Visão Mundial e nós estamos juntos na luta contra a pobreza." – escreveu o jogador em sua página no Twitter.

Com mais de 38 anos de atuação no Brasil, a Visão Mundial é uma organização não governamental, humanitária e cristã que trabalha ajudando na superação da pobreza, apoiando as crianças pobres, suas famílias e as comunidades onde vivem.

Em um vídeo publicado pela organização, Kaká aparece falando da situação de extrema pobreza na qual vivem milhares de crianças brasileiras, que não tem acesso nem mesmo a água limpa para beber.

No vídeo, Kaká convida as pessoas a apadrinhar uma criança por meio dos programas da Visão Mundial, explicando que “por menos de dois reais por dia você transforma a vida de uma criança e a comunidade em que ela vive, por meio de projetos que contribuem para sua educação, saúde, esporte e lazer”.

Assista ao vídeo da campanha:

 

Fonte: Gospel +

Sábado, 07 Dezembro 2013 16:36

Culto Jovem 09/11/2013

Hoje tem Culto Jovem com a participação dos jovens da 3ª Igreja Sara Nossa Terra (A que visitamos em Abril deste ano, lembram?). O culto será as 20h no Templo Sede da Assembléia de Deus em Lavras.
Ah, não se esqueçam que o culto NÃO será realizado na nave principal, mas sim no 1º piso da igreja (ao lado do refeitório).

Jovens Consagrados