Preparamos uma lista para ajudar você a preparar as suas malas para o Acampamento Jovem 2014. Não se esqueça que esta lista é apenas uma sugestão. Você poderá incluir ou excluir itens desta lista, caso ache necessário.

Documentos e Informações Úteis

Comprovante de Inscrição no Acampamento

Documento de identidade

Dinheiro para adiquirir refrigerante e outras coisas na cantina

Materiais Gerais

Colchão/Colchonete

Roupa de Cama

Travesseiro

Prato e talheres

Caneca/Copo

Pano de prato

Sacos plásticos – para roupas usadas, etc...

Equipamentos e Objetos

Bíblia

Harpa Cristã

Espelho pequeno*

Ferro de passar roupas*

Secador de Cabelo*

Benjamim (T) – Caso leve algum equipamento elétrico

Higiene e Beleza

Escova/Pente

Aparelho e Lâmina de barbear

Creme dental

Cremes de pele/rosto

Desodorante

Escova de Dente

Fio dental

Gel/Fixador de Cabelo

Perfume

Sabonete/Saboneteira

Toalha

Xampu/Condicionador

Papel higiênico

Remédios

Antiácido

Analgésico

Remédios de uso pessoal

Calçados e Meias

Tênis/Sapato

Chinelo

Meias

Roupas e Acessórios**

Calças/Saias

Camisas

Cinto

Blusas

Pijama

Roupas íntimas

 

* Para levar estes itens, combine entre vários amigos para que um leve e compartilhe com os outros (Por exemplo: Entre 5 amigos(as), um(a) leva o ferro de passar roupas e outro(a) leva o secador e estes compartilham entre si).

** Roupas e acessórios: prepare-se de acordo com o evento. No acampamento serão 4 cultos, 2 estudos bíblicos (esporte fino/social) e 2 gincanas, além dos momentos de lazer e recreação (esporte).

Quinta, 13 Fevereiro 2014 19:00

Acampamento Jovem 2014

 

Acampamento Jovem 2014

 

Confira as fotos do Acampamento Jovem 2014 clicando aqui.

 

Sobre as Inscrições

Para participar do acampamento, o inscrito deverá ter, no mínimo, 14 (quatorze) anos completos até a data do evento.

Não serão aceitas inscrições feitas por telefone.

Ao efetuar a inscrição você receberá o COMPROVANTE DE INSCRIÇÃO que deverá ser apresentado no dia do evento.

As inscrições serão realizadas APENAS mediante:

  • O pagamento da taxa de inscrição no valor de R$40,00 (Quarenta Reais) por pessoa.
  • Preenchimento da ficha de inscrição
  • Entrega da autorização assinada pelo pai ou responsável (para menores de 18 anos) - IMPRIMIR

A inscrição somente será efetivada no cumprimento de todos os requisitos citados acima. Não haverá reserva de vagas, portanto as inscrições se encerrarão automaticamente quando o número de vagas estipulado pela comissão organizadora estiver completo.

As inscrições serão realizadas na Sede nos seguintes dias e horários:

Atenção: As inscrições poderão ser encerradas a qualquer momento caso o número máximo de vagas seja preenchido.

15/02 (Sábado) – 20h Culto Jovem - Sede

16/02 (Domingo) - 19h Culto Público - Sede

17/02 (Segunda-feira) - 19h Culto com Poder e Milagres - Sede

18/02 (Terça-feira) - 19h30 Culto de Doutrina - Sede

20/02 (Quinta-feira) - 19h30 Culto de Testemunhos - Sede

22/02 (Sábado) – 20h Culto Jovem - Sede

23/02 (Domingo) - 19h Culto Público - Sede

24/02 (Segunda-feira) - 19h Culto com Poder e Milagres - Sede

25/02 (Terça-feira) - 19h30 Culto de Doutrina - Sede

27/02 (Quinta-feira) - 19h30 Culto de Testemunhos - Sede

28/02 (Sexta-feira) À partir das 19h na ESCOLA MUNICIPAL PADRE DEHON

Sobre o Acampamento

É de responsabilidade do acampante levar: (IMPORTANTE)

  • Colchão/Colchonete
  • Prato e talheres
  • Roupa de Cama
  • Material de higiene pessoal

NÃO será permitida a entrada de equipamentos eletrônicos, tais como TVs, Notebooks, Vídeo Games e similares.

Chegada e Acomodações:

TODOS deverão chegar ao local do acampamento as 14h do dia 01/03/2014. Os portões serão fechados as 15h.

Todos devem apresentar o COMPROVANTE DE INSCRIÇÃO, entregue no ato de inscrição.

Após as acomodações, as 16h haverá uma recepção dos acampantes no anfiteatro, onde serão passadas informações e a programação do evento.

Sobre o Local do Acampamento

O Acampamento Jovem 2014 será realizado na Nova Escola Municipal Padre Dehon, localizada no endereço: Rua Antônio Vaz Monteiro, 338 (Próximo ao campo do Fabril). Veja no Mapa:


Visualizar Acampamento Jovem 2014 em um mapa maior

Foto: Fachada da Escola Municipal Padre Dehon

 

Em caso de dúvidas, entre em contato conosco através do Facebook ou pelo telefone (35) 8843-1651.

 

O sucesso das minisséries bíblicas levou a TV Record a apostar mais alto e agora, produzirá uma novela baseada nas Escrituras, contando a história de Moisés, o líder hebreu que guiou o povo no Êxodo.

A novela, que deverá ser chamada de Moisés e os Dez Mandamentos, será escrita por Vivian de Oliveira, mesma autora de Rei Davi e José do Egito, por exemplo. A direção da novela será comandada por Alexandre Avancini, o responsável pela minissérie que contou a história do escravo que se tornou governador egípcio.

“Agora, teremos que fazer 100 capítulos. Acho a Vivian uma autora muito talentosa e, para mim, esse tipo de temática tem tudo a ver com novela. É um programa para a família, que homens gostam de ver, mas também agradam ao público feminino. Eu adorava assistir ‘Os Dez Mandamentos’ quando mais novo”, afirmou Alexandre Avancini, em entrevista ao site Na Telinha.

A previsão de estreia da novela é o segundo semestre deste ano, e os nomes dos atores que trabalharão no audacioso folhetim ainda não foram definidos.

As duas últimas minisséries bíblicas que a emissora do bispo Edir Macedo produziu – Rei Davi e José do Egito – tiveram custo entre R$ 25 e R$ 30 milhões – e o projeto atual, Milagres de Jesus, tem custo estimado de R$ 900 mil por episódio, totalizando R$ 16 milhões. Os valores que a emissora destinará à produção de Moisés e os Dez Mandamentos ainda não foram divulgados.

Fonte: Gospel +

O produtor da série The Bible – exibida no Brasil pela TV Record – afirmou recentemente que o filme sobre Jesus que ele está produzindo será uma importante ferramenta de evangelismo ao redor do mundo.

Mark Burnett disse que o longa-metragem “Son Of God” (“Filho de Deus” em tradução livre) poderá causar grande impacto em lugares remotos, onde é difícil levar o Evangelho da forma convencional, por conta da perseguição religiosa ou dificuldades de acesso.

“Acreditamos que nas próximas décadas as pessoas em lugares remotos encontrarão Jesus enquanto assistem este filme em seus iPhones. As pessoas nos países em desenvolvimento estão tendo acesso a smartphones com mais facilidade do que a televisores. E eles podem assistir a este filme, nas próximas décadas, em seu telefone”, afirmou Burnett durante uma entrevista à Newsmax.

O filme, que será lançado no próximo dia 28 de fevereiro, é baseado na história de Jesus contada na série A Bíblia, com adição de cenas. O projeto conta com alta tecnologia e deverá ser comparado no futuro com o clássico filme “Jesus”, que foi remasterizado recentemente e será relançado nos cinemas em breve.

Burnett conta que quando anunciou seu projeto de temática cristã, muitos de seus colegas de trabalho em Hollywood o desencorajaram: “Muitas pessoas nos disseram: ‘Isso é provavelmente um erro, porque vocês têm muito prestígio e não acho que as pessoas querem assistir a Bíblia no horário nobre da televisão”, revelou o produtor.

A resposta, segundo Burnett, foi dada com números: “Atualmente, a série ‘A Bíblia’ é nº 1 em audiência em Hong Kong, e a mais assistida no Canal 5, na Inglaterra, no momento. Só nos Estados Unidos, 100 milhões assistiram a série, e o número de telespectadores ao redor do mundo já soma 250 milhões de pessoas”.

Fonte: Gospel +

Quarta, 12 Fevereiro 2014 07:28

Thalles Roberto assina com Universal Music

Nesta terça-feira (11) a Universal Music Christian Group anunciou à imprensa a contratação do cantor Thalles Roberto.

A coletiva de imprensa aconteceu em um hotel no Rio de Janeiro com a presença do cantor e do presidente da gravadora, José Éboli.

Entre os próximos projetos de Thalles Roberto foi anunciado o lançamento de um CD em espanhol pelo selo Motown Gospel e outros projetos que serão detalhados ao longo do ano.

Thalles é um dos principais nomes da música gospel nacional e agora aparece no cast da Universal Music que já conta com Renascer Praise, Clovis Pinho, Hadassa Perez e Eli Soares.

O último CD lançado por ele foi “Sejam Cheios do Espírito Santo” com o selo da Graça Music e Dos3 Music. Lançado em junho do ano passado o álbum já recebeu o Disco de Platina pela venda de mais de 160 mil cópias.

Fonte: Gospel Prime

Sexta, 07 Fevereiro 2014 17:17

Antes só do que mal apaixonado

Aconteceu no último sábado, 1 de fevereiro, na Comunidade Cristã de Ribeirão Preto, o Seminário “Eu escolhi esperar”. O evento reuniu mais de duas mil pessoas de diversas cidades da região, entre elas, jovens, casais e crianças.

Pastor há 22 anos, Nelson Junior, encabeça o movimento, que já foi ministrou seminários para mais de 200 mil pessoas nos últimos dois anos e meio e ganhou destaque em programas de televisão e nas redes sociais — só a página do Facebook possui 1,8 milhões de seguidores.

Nelson abriu o primeiro bloco do seminário lendo os versos 15 a 17 do capítulo 2 da primeira carta escrita por João, para embasar três regras elencadas por ele para uma vida sentimental bem sucedida.
As regras são: não goste de alguém que não gosta de você, não esteja no relacionamento errado, e não perca quem você ama.

Para Nelson, passar por um problema sentimental afeta todas as áreas da vida de uma pessoa solteira. “É possível ser solteiro e não sofrer na vida sentimental? Sim. Mas para não sofrer como todos sofrem, não se pode viver como todos vivem. Deus sugere uma conduta diferente para o jovem solteiro”, disse.

De acordo com ele, para viver um relacionamento que dure para sempre é preciso ‘pagar o preço’ de esperar por ele. “Não se pode trocar o que mais se quer na vida, por aquilo que mais se quer momentaneamente”, afirma Junior, elucidando sobre a importância de se determinar a escolher o tempo certo para desfrutar de um relacionamento amoroso.

O pastor finalizou a primeira parte do seminário dizendo que a igreja nunca teve em sua história uma quantidade tão grande de jovens como atualmente. Todavia, nunca houve uma geração tão descomprometida em elevar seus relacionamentos sentimentais aos padrões de santidade definidos pela bíblia. “Os prazeres do mundo passam e quando passam são amargos”, destaca Nelson Junior ao contar seu testemunho sobre como escolheu o casamento como estágio ideal para se relacionar de forma sexual e sentimentalmente.

Sexo e seus tabus

O líder do movimento “Eu escolhi esperar” coloca em contraste o fato da sociedade falar tanto sobre sexo, mas ainda discutir muitos tabus referentes a ele. De acordo com ele mesmo nos meandros da igreja existem muitos tabus sobre sexo. “Sou o pastor do sexo. Eu estimulo as pessoas a terem relações sexuais”, foi a contra resposta de Nelson Junior, ao apresentador de um programa jornalístico onde foi apresentado como o pastor anti-sexo.

Em sua abordagem sobre como a mídia cria sofismas relacionados ao sexo, ele destaca como os meios de comunicação tornaram o conceito de que o sexo é sujo e imoral. “O sistema sugere que quanto mais promíscuo for, melhor será o sexo”, afirma.

Lidando com os desejos carnais

“Existem desejos que são bons, mais que podem se tornar maus. A fome é um desejo, portanto, comer não é pecado, mas comer em demasia é uma transgressão”, ilustra o pastor Nelson Junior, e faz um alerta. “O perigo reside em como lidamos com os desejos carnais”.
Nelson faz referência aos versos que se encontram na primeira carta que Paulo escreveu aos Tessalonicenses no capítulo 4, como a base bíblica que refuta o sexo antes do casamento. “Há um falso argumento que diz que se duas pessoas se amam, podem fazer sexo antes do casamento, já que o ritual eclesiástico e o documento assinado em cartório são apenas um simbólicos”, mas isto é um erro, garante.

Nelson contra argumenta descrevendo o verso 24 do capítulo 2 de Gênesis. Ele afirma que o casamento para Deus tem três processos: deixar pai e mãe, assumir o matrimônio e tornar-se uma só carne. O pastor explica que sexo é uma aliança de sangue que une duas pessoas para sempre. “Isto tem prova científica. A Aids — Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, por exemplo, é contraída a partir do sexo. Pois toda relação sexual faz com que haja uma troca de sangue”, garante. “O problema é que as pessoas querem o prazer que uma aliança oferece sem assumir os deveres desta aliança.

Prostituição

De acordo com Nelson Junior, para Deus prostituição é o termo que define qualquer pessoa que tenha relação íntima com alguém que não seja o seu cônjuge, conforme 1 Coríntios, capítulo 6, verso 9. O pastor conta que em um de seus aconselhamentos um casal lhe disse que tinham experimentado de muita intimidade sexual, mas não chegaram a fazê-lo por completo e que por isto, acreditavam que não tinham feito uma relação sexual. “Sexo não é só penetração. A campanha do “Eu escolhi esperar” não é sobre sexo antes do casamento, mas sobre a santificação daqueles que estão se relacionando sentimentalmente”, explica.

Nelson aproveitou o ensejo para contestar a homossexualidade. Sua prerrogativa é que se a relação entre homogenia fosse natural, ela deveria resultar em filhos. Explanou também sobre a vigilância que a igreja deve ter com pessoas com inclinações homo afetivas.

Mudança de cultura

“Tudo acontece no momento oportuno para aquele que sabe esperar”, com este argumentou, o pastor Nelson Junior abriu a terceira parte do seminário “Eu escolhi esperar”. Baseando-se em Cantares de Salomão, capítulo 8, ele ministrou sobre a necessidade de despertar o amor no tempo certo. Nelson, contou que foi procurado certa vez por um moça, que tinha certeza que amava a um rapaz, mas seus pais não aprovavam o relacionamento. Ao descobrir que ela tinha apenas 12 anos, Nelson a orientou que não é possível discernir o amor verdadeiro em tão tenra idade. “Todos querem viver um amor para vida inteira. Mas é preciso aprender regras básicas sobre o relacionamento. Uma delas é que o amor tem o tempo certo e, na adolescência, não é possível decidir se o que sentimos é amor”.

De acordo com ele é preciso que os solteiros se convertam a uma “cultura do céu”, vivendo uma vida consagrada ao Senhor. Ele usa o exemplo do Rei Salomão, que comparou a força do amor com a morte, tipificando como um relacionamento sentimental quebrado pode afetar emocionalmente a vida de uma pessoa. “Relacionamentos amorosos deixam marcas, e depois de feridas, as pessoas nunca mais são as mesmas”, destaca Nelson, que já aconselhou dezenas de pessoas que viveram uma ruptura amorosa.

Para ele a dinâmica do amor não suporta vários relacionamentos. “Na prática do amor não devemos estar disponíveis para um test-drive”, elucida. Nelson acredita que há muitos jovens solteiros que pensam que o sentido de suas vidas é encontrar alguém, por conta disso, muitos se relacionam com as pessoas erradas, atraindo para si problemas que deixarão marcas profundas em suas emoções. “Esperar é uma das formas mais bonitas de amar”, concluiu Nelson Junior.

Fonte: Gospel Prime

Professor Vern L. Bengtson, 72, da Universidade do Sul da Califórnia (USC), é filho de um pastor evangélico. Em 1963, após cursar a faculdade mantida por sua denominação, entrou na pós-graduação na Universidade de Chicago. Pela primeira vez na vida disse que conviveu com um grupo tão grande de pessoas que não eram evangélicas.

Depois de algum tempo, decidiu fazer disso o tema de suas pesquisas para o trabalho de conclusão. Em 1969, logo após ser contratado pela USC, Bengtson começou um estudo com 350 famílias, que acompanhou regularmente até 2008. Em alguns casos, entrevistou quatro gerações. Ao todo, seus entrevistados nasceram entre os anos de 1878 e 1989.

Este longo projeto do professor Bengtson rendeu mais de 200 artigos, muitos focados em mudanças na vida após o envelhecimento e no conflito intergeracional. Ele se tornou um especialista conceituado sobre esses temas. Somente agora ele disse estar pronto para publicar suas conclusões sobre a transmissão da religião, a questão que o motivou desde o início.

Suas conclusões estão no livro “Families and Faith: How Religion Is Passed Down Across Generations” [Famílias e fé: Como a religião é transmitida através das gerações]. Escrito junto com outros dois colegas, o professor Bengtson argumenta que as famílias fazem um trabalho muito bom de passar a fé religiosa aos seus filhos. Mais interessante, apresenta suas conclusões sobre por que algumas pessoas mantêm a fé enquanto outras a abandonam na vida adulta.

Entre suas conclusões Bengtson aponta para um padrão. “A manutenção das convicções religiosas dos pais pelos filhos não diminuiu muito em 35 anos”. Os índices de “lealdade” a uma denominação são baixos. Contudo, as gerações mais jovens são propensas a manter crenças fundamentais, como o literalismo bíblico, a importância da frequência à igreja, e, em alguns casos, o ateísmo paterno.

Os pais não estão apenas tentando transmitir aos filhos uma lista de crenças, explica. “A motivação é querer que seus filhos alcancem a paz, a alegria, a esperança e a inspiração que um dia eles próprios encontraram”.

Quanto ao porquê de algumas crianças seguirem os pais, espiritualmente falando, a pesquisa de Bengtson confirma, agora, com base científica algumas ideias amplamente conhecidas. Por exemplo, os pais são o modelo de religiosidade: se você falar sobre igreja, mas nunca for, as crianças percebem a hipocrisia. Os casamentos “mistos” não ajudam. Se você não casar com alguém da mesma fé, muito dificilmente seus filhos irão partilhar a sua religião.

A principal conclusão do professor é que os laços familiares são determinantes. A “ligação emocional”, está diretamente relacionada com “a transmissão de ideias religiosas”, escreve. Segundo suas análises, há um aspecto “realmente interessante”.

“A transmissão religiosa, quando há um vínculo forte com o pai, é mais importante que a relação com a mãe”, decreta. Entretanto, há exceções. A transmissão do judaísmo, por exemplo, depende mais da relação com a mãe do que com o próprio pai.

De forma geral, no entanto, “um pai que afirme ter fé, mesmo sendo um dos pilares da igreja, se não der provas dessa fé em casa, quase certamente não verá seus filhos seguindo essa fé”. O professor Bengtson também descobriu que os avós têm uma forte influência sobre o desenvolvimento religioso das crianças, e que eles podem suprir as lacunas deixadas pelos pais. 

Fonte: Gospel Prime (Com informações NY Times)

Cassiane Valadão, esposa do cantor André Valadão, perdeu o bebê que estava esperando. A informação foi dada pelo próprio cantor através das redes sociais.

“Nesta madrugada nosso Pai Celestial levou para si o pequeno filho(a) que aguardávamos com tanto amor”, escreveu André em seu Instagram nesta quarta-feira (5) postando uma foto da família.

O cantor e a esposa são pais de Lorenzo, 5 anos, e esperavam o segundo filho para o segundo semestre deste ano.

Na mensagem, o pastor da Igreja Batista da Lagoinha informou que ele e sua família estão sendo confortados por Deus e pediu oração aos fãs e amigos.

“Obrigado por todos que se alegraram conosco mesmo neste período tão curto, mas sabemos que muito Deus ainda fará. Estamos em paz, Deus sabe o que é melhor para nós. Contamos com as orações de todos. Amamos vocês. AV, Cassi e Lolô.”

O anúncio da gravidez foi dado aos fiéis da IBL no dia 07 de janeiro durante o Culto Fé, liderado pelo cantor. Quase um mês depois Cassiane sofreu um aborto espontâneo.

Fonte: Gospel Prime

O quarterback Russel Wilson, jogador do Seattle Seahawks e vencedor do Super Bowl 48, afirmou que “Jesus é melhor do que qualquer coisa. É ainda melhor do que o Super Bowl, melhor do que uma carreira NFL, qualquer coisa”.

A declaração foi dada ao pastor Mark Driscoll, durante uma entrevista. Wilson, apesar de ser mais moderado que seu colega de profissão Tim Tebow, não deixa de posicionar-se sobre sua fé e testemunhar sobre isso.

Antes da temporada vencedora, Wilson estava desempregado, e só foi escolhido pela direção de seu time depois que as negociações com outros jogadores fracassaram.

Até a imprensa norte-americana tem destacado a fé do jogador na repercussão do título do Super Bowl: “Pois, veja você, Seattle tem sido identificada como a vanguarda na vida norte-americana pós-cristã, a capital nacional dos ‘sem religião’, de pessoas religiosamente não afiliadas, que são uma força crescente em nossa cultura. É uma região muito liberal quando se trata de questões de estilo de vida de todos os tipos. Seattle não deveria abraçar um cristão conservador como Wilson. Portanto, isso está acontecendo”, opinou o site Patheos.

Em seu programa de TV, o pastor Mark Driscoll ouviu de Wilson que a seu ver, “Jesus é amor”. Detalhando sua experiência de fé, o jogador resumiu: “No final do dia, todos nós estamos à procura de alguém para nos confortar, alguém para estar lá por nós em todos os momentos. Quando estamos nos piores momentos de nossas vidas, quando estamos no meio de lutas, sejam elas quais forem, quando estamos em nosso ponto mais alto, bem como, quando as coisas estão indo muito bem, queremos alguém para nos confortar e estar lá por nós e dizer: ‘Bem feito’. Isso é Jesus!”, disse o quarterback.

Ryan Duncan, editor de cultura do portal CrossWalk, comentou as declarações dos dois integrantes da equipe vencedora do Seattle Seahawks: “Estas palavras vieram como uma lufada de ar fresco para os cristãos, que nos últimos anos encontraram-se cada vez mais impopulares aos olhos do público”, disse.

Segundo Duncan, “com a cultura mudando a um ritmo alarmante, os cristãos conservadores não estão preparados para os novos desafios que o mundo enfrenta hoje”. O jornalista justificou sua opinião: “Seja na dramática transformação de estrelas da música pop nos meios de comunicação, ou o debate em curso sobre o casamento [gay], a Igreja foi colocada à margem da sociedade. Para preparar melhor a nós mesmos, e para melhor compreender a graça de Cristo, os cristãos devem estar dispostos a se levantar e lutar com as perguntas difíceis do mundo. Indivíduos como Russell Wilson devem viver sua fé abertamente e honestamente, agindo com justiça e caminhar humildemente na graça de Deus”.

Fonte: Gospel +

Quarta, 05 Fevereiro 2014 08:29

Existem 170 mil mísseis apontados para Israel

O chefe da agência de inteligência de Israel, o major-general Aviv Kochavi, afirma que existem cerca de 170 mil foguetes e mísseis apontados contra o pais pelos Estados inimigos. “Nós chamamos este período de ‘era de fogo’, levando em conta a quantidade de mísseis e foguetes que enfrentamos”, disse ele ao jornal The Jerusalem Post.  Mas essa não é a única ameaça grave.

Para ele, as possibilidades inerentes à guerra cibernética são “quase ilimitadas, e isso não é uma metáfora”. Segundo o Times of Israel, Kochavi acredita que essa é “uma revolução maior que a criação da pólvora ou o uso do espaço aéreo no início do século passado”. O general também diz não se surpreender que muitos desses aspectos da “guerra silenciosa” no Oriente Médio nunca cheguem até as TVs.

Revelou ainda que inteligência militar recentemente expandiu e mudou tanto sua metodologia quanto sua abordagem à espera de ataques. Listou o que considera os quatro desafios centrais para a nação de Israel. O primeiro é o conhecido programa nuclear do Irã, que o governo israelense não tem dúvidas que estará pronto ainda este ano. Em seguida, os 170.000 foguetes e mísseis, fazendo com que “pela primeira vez em muitas décadas, o inimigo tenha a capacidade de lançar uma quantidade tão grande de munição contra as cidades de Israel”. O general acredita que assim que a guerra civil da Síria acabar, esse número deve subir.

Em terceiro lugar viriam as ameaças cibernéticas que “estão crescendo exponencialmente”. Esclarecendo que durante o ano passado, o estado enfrentou centenas de ataques contra os sistemas de defesa, bem como empresas de água e luz. Isso que tem obrigado o governo a investir cada vez mais nessa área. Por último, coloca a presença de elementos jihadistas ao longo das fronteiras de Israel.

Isso é creditado em grande parte ao Hamas e o Hezbollah, organizações terroristas que defendem a emancipação da Palestina. Recentemente, o Hamas divulgou que possui hoje cerca de 13 mil jovens “em preparação”, em comparação com apenas 5.000 no ano passado.

O projeto chamado “Os Pioneiros do Amanhã” recruta alunos a partir dos 14 anos, que estejam dispostos a tornarem-se mártires da causa do Islã contra Israel. As atividades desses campos de treinamento incluem manejo de armas, artes marciais, táticas de guerrilha e aulas sobre Islamismo e a causa da Jihad (guerra santa).

O primeiro-ministro Autoridade `Palestina e líder do Hamas, Ismail Haniyeh, destacou que cresce o número de voluntários do sexo feminino. 

Fonte: Gospel Prime (Com informações Prophecy News Watch)

Jovens Consagrados